Segundo Inverno EP (2009)

by Segundo Inverno

/
  • Streaming + Download

     

1.
04:33
2.
3.
4.
5.
03:27
6.
03:11

credits

released June 1, 2009

tags

license

all rights reserved

about

Segundo Inverno São Paulo, Brazil

Criado em 2009 o Segundo Inverno é uma banda de rock paulistana formada por Dennis Monteiro (voz/guitarra/programações eletronicas), Penna Lopes (baixo), Renato Andrade (voz/guitarra). Influenciada pelo Post punk e na No Wave. Experiências através dos ruídos sujos das cordas e elementos eletrônicos. Letras existenciais e críticas sociais sempre com o uso do sarcasmo e do cinismo. ... more

contact / help

Contact Segundo Inverno

Streaming and
Download help

Track Name: Vermelho
Mentis quando diz que não me quer
Você me traga, me consome
Sou teu vício indefinido
Se tua boca não parar de me chamar
Como posso ir embora?

Mentis quando ama, quando engana
Quando insana
Com a navalha da paixão você me dilacera
Me corta, me violenta

E o vermelho gosto do teu sangue
É o vermelho gosto dos teus lábios
O vermelho gosto do teu corpo
E o negro gosto do teu sono

Amo como amas a tua mentira
Amas o dia
Amas a orgia
Amas a rotina
Oh! Porque me amas?
Track Name: Viver e Morrer
Sim, nós atravessamos os oceanos
Nós fomos ao inferno e depois voltamos
E engraçado como o outono me faz querer viver mais
As paixões nos fazem morrer
O amor nos faz renascer
Eu sei que é difícil a convivência
Eu sei que é difícil a convivência

Sim nós roubamos as flores do jardim
Mas deixamos sementes em seu lugar
É tão difícil viver
Quando encontrares comigo
Tente ao menos olhar nos meus olhos
Sim, nós mentimos
E eram lá júpiter, marte e quirino

É engraçado como o outono me faz morrer
As paixões nos faz dizer
O amor nos faz calar
Eu pensei em você
Lá vai o menino dos olhos cheios de lágrimas
Vai viver e morrer
Vai viver e morrer
Todos os dias
Track Name: Lembranças de uma noite fria
Me lembro da rua vazia e fria
Andando no asfalto molhado
Cruzei meus olhos com os teus
A neblina quase não me deixou ver

Como era belo e claro o teu rosto
Será sonho ou alucionação
Como pude encontrar alguém no meio da noite
No meio da noite

Então cheguei em casa e chorei
Porque jamais veria aqueles olhos de novo
O frio me fez companhia
E naquele beco escuro eu volto

Tua presença me levou pra longe
Fugiu de mim como uma miragem no deserto
Mas toda noite fria e cheia de neblina
Eu piso naquele mesmo asfalto
Track Name: O inimigo tem sempre mais armas que você
Os uniformes são tão lindos
As guerras são tão normais
Os tolos são sempre enganados
Os lideres são sempre iguais
Quem foge das lutas não vence as guerras
As crianças não fogem da luta
Há crianças morrendo na guerra

Sangue inocente!
A luta é sempre em vão
De quem é o poder? se o poder não existe
O inimigo tem sempre mais armas que você
O inimigo tem sempre mais armas que você

Se te atacarem olhando nos olhos
Se atirarem em você
E mesmo ferido ergueres a mão
Um império novo vai aparecer

O inimigo tem sempre mais armas que você
Há crianças morrendo na guerra
O inimigo tem sempre mais armas que você
Há crianças morrendo na guerra
O inimigo tem sempre mais armas que você
Há crianças morrendo na guerra
Track Name: Lígia
"...acordei já era tarde, olhei pela janela, a rua vazia, nada na cabeça alem da dor e a ressaca, olhei pra estante, vi tua foto e mesmo sem sono voltei a dormir..."